Livro sobre as ilegalidades do STF chega ao 1º lugar na Amazon

Depois da prisão de Daniel Silveira, dispararam as vendas de Inquérito do Fim do Mundo, obra que denuncia os desmandos do Supremo

Depois da prisão do deputado Daniel Silveira, num dos episódios mais distópicos da política brasileira dos últimos anos — que é toda ela uma obra de Kafka com fundo orwelliano e toques de Zorra Total —, o livro Inquérito do Fim do Mundo chegou ao topo da lista de mais vendidos na seção de Direito da Amazon.

Inquérito do Fim do Mundo — O apagar das luzes no Direito Brasileiro, coletânea de artigos organizada pela promotora Cláudia Piovezan, trata da série de ilegalidades cometidas pelo Supremo Tribunal Federal no escopo do Inquérito 4781, o das Fake News, que apura uma suposta, bem suposta mesmo, organização criminosa formada por perigosos produtores de memes e outros delinquentes dessa laia.

Segundo Dra. Cláudia, a obra ainda é a única no mercado editorial a tratar dos recentes abusos cometidos pela Suprema Corte, sobretudo na figura de Alexandre de Moraes. Ela nos disse que o que inspirou a elaboração do livro foi justamente a necessidade de suprir essa falta e registrar esse momento tão delicado da história nacional.

Ela, no entanto, lamenta o fato de o livro ter chegado ao primeiro lugar da lista muito por conta de um evento trágico com a prisão ilegal de Silveira.

“Eu realmente lamento. Mas quando concebemos o livro, tínhamos em mente que esse seria o desenrolar da história. E agora está acontecendo”.

Por outro lado, a procuradora disse estar contente pelo interesse de um público cada vez maior por um tema dessa importância.

Dentre outros textos muito importantes, o livro conta com artigos da juíza Ludmila Lins Grilo, dos procuradores Marcelo Monteiro e Cleber Neto, e do escritor Flávio Morgenstern, além do belo prefácio do nosso editor Paulo Briguet.

Inquérito do Fim do Mundo está à venda na Livraria do BSM.

Fonte: Brasil Sem Medo