Manual politicamente incorreto do capitalismo, da Vide Editorial

Do livro “Manual politicamente incorreto do capitalismo”, disponível nas livrarias:

• Vide Editorial: http://bit.ly/VideMPICapitalismo

• Amazon: https://amzn.to/2M8VHEc

• Livraria do Seminário: http://bit.ly/OlavoMPICapitalismo

• Livraria BSM: http://bit.ly/BSMPICapitalismo

• Martins Fontes: http://bit.ly/MartinsMPICapitalismo

• Livraria do Bernardo: http://bit.ly/BernardoMPICapitalismo

“Os críticos do capitalismo começarão admitindo: ‘Sim, em uma economia de mercado os trabalhadores são ‘livres para escolher’ seus empregos. ‘Mas’ — acrescentarão — e daí? Os trabalhadores estão à mercê dos empregadores’.Entretanto, antes estar à mercê de um empregador em um livre mercado — onde você tem direito à escolha, o empregador tem concorrentes, e o pior que ele pode fazer é deixar de lhe dar o dinheiro dele — a ficar à mercê de um burocrata estatal que, fazendo uso de poderes delegados pelo governo, faça escolhas por você.São tão óbvias as implicações não somente econômicas, mas políticas, de um mercado livre comparado a uma economia socialista, que hoje em dia constituem um constrangimento aos inimigos do livre mercado.Sim, uma mãe solteira sem recursos talvez seja obrigada a suportar muita coisa de um patrão lascivo pelo bem de seus filhos. Mas, se a situação passar dos limites, ela poderá, quando quiser, recorrer ao pedido de demissão. Por outro lado, em um sistema socialista, os únicos recursos do cidadão insatisfeito são sair do país (se for permitido) ou deflagrar uma revolução. Sendo assim, quem provavelmente sofrerá mais abuso, o trabalhador no capitalismo ou o camarada no socialismo? Devemos simplesmente partir do pressuposto de que pessoas poderosas em um sistema capitalista são más, enquanto pessoas poderosas em outros sistemas são benevolentes?”

O autor da obra é Robert Murphy.