Nielsen: Em relação a 2020, varejo de livros continua em alta

No acumulado do ano, estudo mostra variação positiva de 46,52% em volume em relação a 2020. No entanto, em comparação com o mês de maio, desaceleração é 6,18%.

Chegando na metade do ano, os resultados do 6º Painel do Varejo de Livros no Brasil – referente ao intervalo entre 24 de maio e 20 de junho – mostram que a performance do mercado livreiro continua em alta em 2021 no comparativo como ano passado. No acumulado do ano, o estudo realizado pela Nielsen mostra uma variação positiva de 46,52% em volume e de 36,96% em valor. Em números absolutos, significa que neste ano, foram vendidos até agora, 23,3 milhões de unidades, contra 15,9 milhões em 2020, quando os estabelecimentos sentiam os efeitos das medidas de restrição adotadas pela pandemia. Em valor, a diferença é de R$ 998,4 milhões em 2021, contra R$ 729 milhões em 2020.

Na comparação com o mesmo intervalo do ano passado, o estudo também apresenta um crescimento. Os estabelecimentos monitorados pela Nielsen venderam 3,7 milhões de unidades, pouco mais de um milhão em relação a 2020, o que resulta numa variação positiva de 38%. O faturamento bateu R$ 149,9 milhões contra R$ 109 milhões do ano anterior, ou seja, um crescimento de 37,5%.

O relatório encomendado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), também traz a comparação com o mês anterior. Nesse cenário, o que se vê é uma leve desaceleração de 6,18% em volume e 5,75% em valor. Ou seja, foram 3,9 milhões de unidades vendidas em maio, contra 3,7 em junho. Em relação ao faturamento, maio bateu os R$ 159 milhões, contra R$ 149 milhões em junho. Segundo a análise feita pelo estudo, essa redução se deve à ausência de uma efeméride comercial no mês de junho, enquanto em maio as vendas de livros foram aquecidas pelo Dia das Mães.

A análise completa do relatório pode ser lida na matéria que está no PublishNews+, a área exclusiva para assinantes do PN. Os artigos estão disponíveis gratuitamente na plataforma e para acessá-los é preciso fazer um cadastro prévio clicando aqui. Com o cadastro feito e logado na plataforma, você poderá ler o artigo clicando aqui.

Fonte: Publishnews